A relação da saúde mental com a saúde bucal

Cáries, bruxismo e até a perda dos dentes. Você sabia que esses problemas que acometem a saúde bucal podem estar relacionados com a mental? Isso pode ocorrer porque os hábitos alimentares e de higiene mudam de acordo com o emocional. Há pessoas que passam a ter compulsão alimentar, exageram no consumo de doces e deixam de fazer a escovação corretamente.

Quem enfrenta depressão, ansiedade ou outros problemas emocionais tem chances de passar por complicações com a saúde bucal. Por exemplo: quem busca satisfação em um grande consumo de doces tem maior risco de desenvolver cáries e prejudicar a estrutura dentária, problema motivado pela bactéria que está na boca. Da mesma forma, alguns transtornos resultam na diminuição do autocuidado. Como consequência, se a escovação e o uso do fio dental não forem feitos corretamente, há chances de perdas dentárias.

Para explicar com mais detalhes, separamos abaixo alguns problemas de saúde bucal que podem surgir quando a saúde mental está abalada.

Cárie: a ansiedade pode fazer com que você deixe de dar a atenção necessária aos cuidados com a higiene bucal, ou que escove os dentes com pressa. O resultado disso é a deterioração da estrutura dentária, as famosas cáries, que futuramente podem evoluir e prejudicar outras camadas dos dentes.

Bruxismo/Apertismo: episódios de estresse podem resultar no apertamento e ranger dos dentes. Isso acontece porque os músculos da mastigação se contraem em excesso, e o resultado podem ser consequências como lesões orofaciais e desgastes dentários.

Afta: quem passa por situações de estresse pode ter que lidar com o surgimento de aftas na boca. Essas pequenas erupções acontecem porque o estresse diminui a imunidade, altera a mucosa bucal e libera o hormônio cortisol em excesso, e o resultado são inflamações pelo corpo.

Periodontite: a periodontite, doença bacteriana e infecciosa que afeta tecidos e ossos dos dentes, pode ter relação com a depressão. O motivo? Uma pessoa com depressão fica com pouca disposição para se cuidar, e a higiene bucal pode ser deixada de lado. Por conta disso, há a tendência em desenvolver problemas bucais como a periodontite, que é o estágio mais avançado da gengivite, e até mesmo a perda dos dentes.

Gengivite: essa inflamação nas gengivas, conhecida como gengivite, é provocada por uma higiene bucal inadequada. sua principal causa é o acúmulo de placa bacteriana, que não é removida na higienização, com fio dental e escovação.

Como agir quando a saúde mental afeta a saúde bucal?

Nesses casos, o mais indicado é buscar ajuda de um profissional da saúde mental e também de um profissional de saúde bucal. Assim, com ajuda de profissionais especializados, é possível voltar a uma rotina normal de cuidados e qualidade de vida. Pessoas que enfrentam problemas de saúde mental necessitam de um tratamento mais humanizado, para que se sintam confortáveis com o profissional da odontologia. É importante que o dentista o atenda com tranquilidade, e mostre o objetivo de ajudar.

Gostou? Compartilhe!

AGENDE SUA AVALIAÇÃO