Dói colocar aparelho?

Dói colocar aparelho ortodôntico?

Perguntas frequentes: Dói colocar aparelho ortodôntico?

Algumas das principais dúvidas de quem precisa de um tratamento com aparelho ortodôntico têm relação com a dor para a colocação do equipamento e sua manutenção mensal. Será que dói colocar aparelho?

Seria mentira dizer que colocar aparelho é totalmente indolor ou não traz nenhum incômodo. Afinal de contas, estamos falando de um tratamento que irá movimentar gradativamente os seus dentes e mandíbula até alinhá-los da forma desejada.

De onde vem o incômodo com o aparelho fixo?

Os incômodos relatados pelos pacientes, são, em grande maioria causados pela instalação dos arcos, uma vez que o aparelho fixo funciona a partir da tensão que é criada pelo ajuste dos fios, provocando a movimentação dos dentes. No começo do tratamento, por não estar habituado, é normal que o paciente sinta dores na musculatura da boca e, por vezes, dores de cabeça.

Também pode acontecer que surjam pequenas feridas na parte interna da bochecha, que se deve ao atrito dos bráquetes. Para amenizar o problema é recomendado o uso de cera ortodôntica, que serve para proteger a mucosa das bochechas e pode ser aplicada pelo próprio paciente.

Como aliviar o incômodo no início do tratamento?

Em geral, os dentistas prescrevem analgésicos nos dois primeiros dias, até que o paciente se sinta mais acostumado com o aparelho. Outra recomendação para amenizar a dor é evitar alimentos duros – o que vale para todo o tempo de tratamento. Isso porque, além de determinados alimentos poderem até quebrar o aparelho, podem ainda causar incômodo por conta da força empregada para mordê-los.

No geral, depois de uma semana de colocação do aparelho ortodôntico, os pacientes já estão habituados com os incômodos e sentem apenas uma sensação dolorida na manutenção mensal, que é quando o profissional irá ajustar o aparelho para continuar o processo de alinhamento dos dentes.

Aparelho ortodôntico autoligado pode ser menos dolorido

Os aparelhos autoligados são muito procurados por pacientes pois têm um grande atrativo: em geral, o tratamento pode ser menos demorado, com menos manutenções e, consequentemente, menos dor e desconforto – porém, somente após uma avaliação em consultório é que o dentista pode indicar qual melhor tipo de tratamento para você.

Gostou? Compartilhe!

AGENDE SUA AVALIAÇÃO