Mordida cruzada: causas e tratamentos indicados

Problema bastante comum, a mordida cruzada é uma disfunção que acontece quando a arcada superior não se encaixa corretamente com a inferior. Estima-se que ao menos 10% da população sofra com este problema que pode causar bruxismo e, em casos mais sérios, perda de dentes.

Segundo especialistas da Coife Odonto, a mordida cruzada pode acontecer basicamente por problemas dentários ou esqueléticos. Na primeira hipótese, a causa se dá por conta de dentes que cresceram tortos e que se posicionam para fora da arcada. A outra causa pode ser o desenvolvimento do osso maxilar que, por vezes, cresce menos do que deveria, ocasionando o problema.

Em grande parte dos casos, a mordida cruzada tem origem genética, mas pode ser agravada por hábitos inadequados desde a infância, como chupar dedo, fazer uso prolongado da chupeta ou mamadeira. Estes fatores prejudicam o desenvolvimento facial, porém se diagnosticados antes da fase adulta, podem ser corrigidos, evitando agravantes, como veremos a seguir.

Bruxismo e perda dos dentes 

Quando não tratada, a mordida cruzada pode ocasionar diversos problemas na fase adulta, como bruxismo, fraturas e até perda dos dentes. Ainda há casos relatados de retração gengival e sobrecarga da articulação da boca.

Tratamento da mordida cruzada

O primeiro passo é consultar um especialista para que ele possa avaliar o quadro e indicar as melhores opções de tratamento.

O tratamento ortopédico funcional ou com aparelho ortodôntico é indicado para crianças, mesmo aquelas que ainda possuam dentes de leite. Uma das ferramentas mais utilizadas para auxiliar no tratamento são os aparelhos removíveis, que trabalham de maneira funcional e bimaxilar, superior e inferior. Estes aparelhos estimulam neurônios sensoriais a fim de remodelar estruturas ósseas, musculares e articulares.

Outro recurso que pode ser utilizado são as Pistas Diretas Planas, a fim de obter os contatos desejados entre os dentes superiores e inferiores, através de alterações nos formatos dos dentes de leite e com acréscimo de resinas compostas.

Quando o quadro é diagnosticado tardiamente, a única forma de tratamento poderá ser o aparelho ortodôntico fixo associado à cirurgia ortognática.

A cirurgia consiste em corrigir o posicionamento defeituoso dos ossos da região dos terços médio e interior da face. Apesar da grande complexidade técnica que ela requer, pode ser executada com muita segurança.

Gostou? Compartilhe!

AGENDE SUA AVALIAÇÃO