Os riscos de não fazer a manutenção correta do aparelho ortodôntico

Colocar um aparelho ortodôntico afeta a rotina de uma pessoa de diversas formas, seja nos hábitos alimentares, nos hábitos de higiene, na forma de sorrir e na frequência de visita ao dentista. Porém, quando se diz respeito a higiene e manutenção, muitas pessoas se esquecem que estão com um aparelho na boca.

A frequência recomendada para realizar consultas de rotina é de a cada 3 ou 4 meses, porem quando se está realizando um tratamento ortodôntico, a manutenção geralmente é feita mensalmente.

Para ter bons resultados no tratamento ortodôntico, é preciso que o paciente siga as orientações do dentista. Além de cuidar da higiene bucal, as manutenções mensais são de extrema importância.

Um dos prejuízos mais notáveis da falta de manutenção mensal, é um tratamento mais demorado, que levará mais tempo para ser concluído. Outras coisas podem ocorrer caso o paciente não compareça às consultas devidamente:

  1. Com pouca estabilidade, os dentes podem voltar a posição anterior,

  2. Há mais chances de ter cárie, gengivite (sangramento e inchaço na gengiva),

  3. Os dentes podem ficar sem controle e andar para um canto que seu dentista não queria que ele fosse,

  4. Algum dente pode amolecer e até mesmo cair.

Para quem vai viajar ou não tem a possibilidade de estar todo mês no consultório, há equipamentos importados que tem maior tempo de ativação. O sistema de braquetes auto-ligados, que não usam a “borrachinha”, são os mais indicados.

Em caso de dúvida ou impossibilidade de realizar a manutenção mensalmente, converse com seu dentista para saber qual a melhor indicação para o seu caso.

Gostou? Compartilhe!

AGENDE SUA AVALIAÇÃO