O que pode causar a dor de dente?

Nada mais desagradável que dor de dente, não é mesmo?

O incômodo causado por esta dor muitas vezes atrapalha as tarefas diárias e faz com que as pessoas procurem medidas paliativas para seu alívio. Entretanto, a dor é um sinal de que algo não vai bem no seu organismo. Para verificar sua causa é preciso sempre procurar um profissional para que sejam excluídas as possibilidades de algo mais grave e dar início ao tratamento o mais breve possível.

A dor de dente pode ser causada por inúmeros fatores, dentre os mais comuns estão:

Cáries

A cárie é um furo causado no dente por uma bactéria infecto-contagiosa. Ela acontece quando os resíduos dos alimentos não são bem retirados da cavidade bucal, com as higienizações diárias após as alimentações, assim como o desuso do fio dental. Caso a cárie não seja tratada a tempo, as bactérias podem chegar o canal do dente, que é composto por nervos dentais encontrados no interior de todas as raízes dos elementos dentais, parte que nos permite sentir sensibilidade ou dor.

Problemas na gengiva

Eles podem ser classificados por gengivite (LOCALIZADA/ MODERADA/SEVERA) – estágios em que a doença ainda tem cura. Ou quando a mesma avança para a periodontite (LOCALIZADA/MODERADA/SEVERA) – estágios em que a doença não tem mais cura mas precisa de acompanhamento para não prejudicar outros aspectos da saúde do paciente ou até mesmo levar ao óbito. Estas doenças são causadas por  bactérias da placa bacteriana que muitas vezes estão associadas a problemas como a gastrite. O biofilme dental é o primeiro estágio para a formação de tártaro, ele é uma película pegajosa e incolor formada sobre os dentes, a chamada “placa”. O acúmulo deste pode levar ao tártaro, que só pode ser removido por meio de um tratamento odontológico (raspagem).

Batidas

Batidas na boca podem fraturar os dentes ou lesionar a sua raiz. Neste caso, há bastante dor na mastigação ou ao ter contato com líquidos e alimentos muito quentes ou frios. Normalmente, lesões em raiz após a batida levam um tempo para se manifestar ou formar lesões. Por isso, o mais indicado é: assim que essas intercorrências acontecerem visite seu cirurgião-dentista para um exame técnico e também o radiográfico. O ideal é fazer o acompanhamento radiográfico dessa região com o mesmo dentista de três em três meses, para certificar de que não haverá lesões silenciosas. Quando a pessoa que sofrer batida na boca for criança, se torna ainda mais necessário o acompanhamento com o dentista, devido as raízes dos dentes de leites não se formarem por completo até uma certa idade e uma batida pode resultar a não-formação da mesma, ou até mesmo que a lesão seja transmitida para os dentes permanentes.

Dentição MISTA

Para que o dente erupcione ele precisa perfurar a gengiva, processo que causa intensa dor e incômodo, principalmente quando se trata da dentição ou então do último dente da arcada: o siso.

Sensibilidade ou Hipersensibilidade Dentinária:

  • A sensibilidade dentinária afeta um grande número de pessoas. Geralmente é desencadeada por bebidas e alimentos quentes, frios, doces ou ácidos. Em condições normais, a dentina (camada interna que envolve o nervo) é coberta pelo esmalte da coroa e a gengiva ao redor do dente. Com o tempo, o esmalte pode desgastar-se, reduzindo a proteção. Ou então  com o tempo/presença de inflamação gengiva/escovação inadequada, a gengiva pode retrair-se, expondo a raiz do dente causando lesões e dores intensas ao se alimentar.
  • Já a Hipersensibilidade dentinária é a dor causada pela exposição dos túbulos dentinários.

A dor de dente deve ser diferenciada de outras fontes de dor no rosto, como a sinusite, dor de ouvido ou dor de garganta, ou ainda de uma lesão na articulação temporomandibular (ATM).

O primeiro passo é descobrir a causa, com a ajuda de um dentista. Se a causa for a exposição da dentina, há algumas providências que você e seu dentista podem tomar para reduzir a sensibilidade. No final, quer você precise de procedimentos em consultório ou somente em casa, o passo mais importante é consultar seu dentista para que ele determine a causa da sensibilidade dos dentes e ajude você a encontrar uma solução que seja eficaz.

Gostou? Compartilhe!

AGENDE SUA AVALIAÇÃO